------------------------------------------------------------------------
Autor: Carlinos - Publicado: 09/12/2016 10:13  Atualizado em: 09/12/2016 10:13                      0 COMENTÁRIO

Operação ‘Natal Seguro’ reforçará patrulhamento em áreas comerciais da região metropolitana de São Luís

Direto da Redação

No período de 15 de dezembro a 1 de janeiro de 2017, 300 policiais militares a pé farão o reforço da segurança realizada em grandes centros comerciais da Região Metropolitana de São Luís. Parte das ações da operação “Natal Seguro”, coordenada pela Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP), o reforço no patrulhamento vai incluir os bairros do Centro, João Paulo, São Cristóvão, São Francisco, Vila Luizão, Anjo da Guarda, Cidade Operária, Maiobão e as proximidades de grandes shoppings, localizados na Av. São Luís Rei de França, no Turu, Daniel de La Touche no Maranhão Novo e Av. Carlos Cunha, no Jaracati.

“Esta será apenas uma das ações de toda a ‘Operação Natal Seguro’, que também vai continuar com o patrulhamento dos Grupos Táticos dentro dos bairros, em abordagens de barreiras policiais realizadas pelo Batalhão Tiradentes e pelos demais Batalhões de toda a região metropolitana”, detalhou o comandante do CPAM I (Comando de Policiamento de Área Metropolitana), coronel Pedro Ribeiro.

Também estão inclusos no planejamento da operação especial, os terminais da Ponta da Espera e Ponta da Madeira e também o Terminal Rodoviário de São Luís. As ações contemplam, ainda, os dias de passagem do Ano Novo, quando será realizada a ‘Operação Reveillon’.

“Para o Réveillon a operação é intensificada na orla da Ilha, com patrulhamento realizado desde a Praia da Guia até a praia de São José de Ribamar”, informou o comandante.

Também serão alvo de maior vigilância, as unidades do Sistema Penitenciário e da Fundação da Criança e do Adolescente (Funac).

Atendimento à comunidade

A Polícia Civil vai manter delegacias de plantão para o atendimento à comunidade, principalmente no Reveillón, quando a movimentação é mais intensa. O trabalho da Segurança será realizado com apoio das secretarias de Estado da Cultura e Turismo (Sectur) e Municipal de Cultura (Secult); secretarias municipais de Segurança com Cidadania (Semusc) e de Trânsito e Transportes (SMTT); Blitz Urbana; Vigilância Sanitária; Corpo de Bombeiros; e Cemar.

A população também pode colaborar pelo 190, por meio do número no WhatsApp (98) 9.9163.4899 e pelo aplicativo ‘ByZu 2.0’, compatível com todos os sistemas operacionais. Os canais estão disponíveis 24 horas, todos os dias da semana.

------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------
Autor: Carlinos - Publicado: 15/11/2016 09:52  Atualizado em: 15/11/2016 09:53                      0 COMENTÁRIO

Estrada do Araçagi já está recebendo iluminação

Direto da Redação

foto-estrada-do-aracagi-ja-esta-recebendo-iluminacao-1-1024x576Como parte da fase final da obra de duplicação da rodovia MA-203, a Estrada do Araçagi, os postes de parte do trecho duplicado já estão recebendo as luminárias. A energização na área duplicada vai melhorar ainda mais a trafegabilidade na rodovia, deixando a circulação de carros e pedestres mais segura. Executada pela Secretaria de Estado da Infraestrutura (Sinfra), a obra inclui a construção de um viaduto no cruzamento entre as Estradas do Araçagi e da Maioba, além de duplicação da pista por uma extensão de três quilômetros, com calçada, sarjeta, meio-fio e ciclovia.

A iluminação já foi instalada na ciclovia da estrada e em uma extensão de 1,8 km do canteiro central. Pela MA-203 circulam diariamente milhares de pessoas, em um dos mais importantes pontos de ligação entre os quatro municípios da Ilha e principal acesso para a cidade de Raposa. Além de duplicar um trecho de três quilômetros entre o acesso para a Praia do Araçagi e a MA-204, que já está pavimentado, a Sinfra também asfaltou uma extensão de 100 metros das ruas que conectam os bairros da região à MA-203. No total, são 7 km de asfalto novo. O valor investido nessa obra é de quase R$ 30 milhões.

O projeto foi readequado na retomada da obra, em 2015, o que permitiu a redução do canteiro central, com mais espaço para a criação das faixas de rolamento nesta parte da rodovia. Com as novas faixas e a conclusão do viaduto, liberado para o tráfego de veículos desde setembro deste ano, o trânsito ficou mais rápido e seguro na área. Também serão colocados semáforos e sinalização de trânsito e criados dois retornos de quadra.

“As readequações que fizemos na duplicação da MA-203 aumentaram a capacidade da rodovia, que vai suportar um fluxo maior de veículos em cada pista, com mais conforto e segurança. É uma obra de grande impacto para a melhoria da mobilidade urbana na Região Metropolitana de São Luís”, explicou o secretário de Estado da Infraestrutura, Clayton Noleto.

------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------
Autor: Carlinos - Publicado: 26/10/2016 10:39  Atualizado em: 26/10/2016 10:39                      0 COMENTÁRIO

Saiba como cada deputado do MA votou no segundo turno da PEC 241

Direto da Redação

img201610252129307737029_ufecjqhO segundo turno da votação da PEC 241, na Câmara dos Deputados, votada nessa terça-feira (25), teve participação dos 18 deputados do Maranhão. Ninguém mudou o voto em relação ao primeiro turno. Assim, 14 votaram a favor e quatro votaram contra. Desta vez, o deputado Waldir Maranhão (PP) esteve presente. No primeiro turno, ele faltou.

A Proposta de Emenda à Constituição 241 limita os gastos públicos pelos próximos 20 anos, corrigindo-os pela inflação acumulada do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

A votação durou 14 horas e teve 359 votos a favor 116. Agora, a matéria será analisada pelo no Senado, novamente em dois turnos. A apreciação está marcada para o dia 13 de dezembro.

Veja como foi o voto dos deputados maranhenses:

Waldir Maranhão – PP – Sim
Aluisio Mendes – PTN – Sim
Alberto Filho – PMDB – Sim
Cleber Verde – PRB – Sim
Davi Alves Silva Júnior – PR – Sim
Eliziane Gama – PPS – Não
Hildo Rocha – PMDB – Sim
Ildon Marques – PSB – Sim
João Castelo – PSDB – Sim
João Marcelo Souza – PMDB – Sim
José Reinaldo – PSB – Sim
Júnior Marreca – PEN – Sim
Juscelino Filho – DEM – Sim
Pedro Fernandes – PTB – Sim
Rubens Pereira Júnior – PCdoB – Não
Victor Mendes – PSD – Sim
Weverton Rocha – PDT – Não
Zé Carlos – PT – Não

------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------
Autor: Carlinos - Publicado: 26/10/2016 10:37  Atualizado em: 26/10/2016 10:37                      0 COMENTÁRIO

Carreta do Hospital de Câncer de Barretos contabiliza 532 exames na Cidade Operária

Direto da Redação

A conscientização sobre a importância do diagnóstico precoce e a atenção aos sintomas do câncer mama e de colo de útero ganhou um reforço importante no bairro da Cidade Operária, com a chegada da Unidade Móvel de Prevenção ao Câncer do Hospital de Barretos, instalada na Praça do Viva. Do dia 17 a 24 deste mês, 310 exames papanicolau e 222 mamografias foram feitas nas mulheres encaixadas nos critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde, como faixa etária e histórico de câncer na família.

A Unidade Móvel de Prevenção ao Câncer do Hospital de Barretos é uma das principais novidades da Campanha do Outubro Rosa promovida pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), para combater a incidência destes dois tipos de câncer nas mulheres. A ação acentua a necessidade dos exames preventivos na luta contra o câncer de mama.

Wybsem Santiago, um dos responsáveis pela Unidade Móvel de Prevenção ao Câncer, esclarece que o principal objetivo da unidade é fazer o rastreamento de câncer de mama e colo de útero e encaminhar as pacientes para o tratamento em uma unidade de saúde municipal ou estadual.

“É importante o diagnóstico precoce para a rapidez na cura. Aqui buscamos orientar a mulher que, porventura, for diagnosticada com câncer de mama ou útero, e o resultado do exame é entregue na unidade de saúde onde a paciente recebeu o encaminhamento para os exames. Se ela não tiver nenhum encaminhamento, pode receber o resultado na UPA da Cidade Operária”, explicou Wybsem Santiago.

A dona de casa de 56 anos, Terezinha Vieira, moradora do Maracanã, chegou cedo na Unidade Móvel para fazer mamografia. “Há dois anos não faço esse exame e este ano resolvi correr atrás, pois tenho caso de câncer na família, não posso vacilar”, informou.

A aposentada Maria da Costa Primeira, de 55 anos, reclama de dores nos seios e há cinco anos não fazia mamografia e preventivo. “Estou nervosa com estas dores, aí tive que buscar ajuda. Não tenho casos de câncer na família, mas não podemos deixar de nos cuidar. Espero que esteja tudo bem comigo”, comentou Maria.

Carreta do Hospital de Barretos foi instalada na Praça do Viva. Foto: Julyane Galvão/SES

Carreta do Hospital de Barretos foi instalada na Praça do Viva. Foto: Julyane Galvão/SES

O técnico em Radiologia Renato Sousa explicou que a maioria das mulheres chega nervosa para fazer a mamografia e ressaltou a importância da conscientização das mulheres para realizar anualmente os exames de rastreamento detalhado e preventivo. “O público alvo da campanha são as mulheres acima de 40 anos para exames de mamografia e de 25 a 60 anos para o Papanicolau. O estágio inicial da doença, se descoberto precocemente, facilita o tratamento e o torna mais rápido e mais fácil também”, relatou.

Até o dia 4 de novembro, a Unidade Móvel de Prevenção ao Câncer estará na Praça do Viva, na Cidade Operária.

------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------
Autor: Carlinos - Publicado: 26/10/2016 10:34  Atualizado em: 26/10/2016 10:34                      0 COMENTÁRIO

Governo inaugura maior Instituto de Genética Forense do Brasil

Direto da Redação

O trabalho investigativo da Polícia Civil maranhense passa a contar com uma ferramenta de extrema resolutividade na elucidação de casos criminais. O governador Flávio Dino inaugurou, na tarde desta terça-feira (25), o Instituto de Genética Forense (IGF), o maior em estrutura física do Brasil. O órgão vai integrar a Superintendência de Polícia Técnico-Científica (SPTC) e tornar possível a análise de elementos do perfil genético – sangue, unha, fio de cabelo, saliva, suor e pele – para detectar autorias de crimes.

Antes, esse material era enviado a laboratórios de outros estados e levava semanas e até meses para conclusão das análises. Agora, o resultado sairá no prazo máximo de cinco dias, diminuindo em 60% o tempo de apuração e somando na rápida solução dos casos.

Durante a solenidade de inauguração, o governador Flávio Dino destacou que o IGN representa duas importantes conquistas: a economia de recursos e a velocidade nas investigações. “Significa mais qualidade na polícia técnica para viabilizar a apuração mais rápida da autoria de crimes contra a vida, sexuais, e cometidos normalmente com violência”, destacou.

De acordo com o governador, esses inquéritos ficavam muitas vezes por meses parados, esperando retorno dessa prova que vinha de outros estados e agora o cenário é o contrário. “Além de nós podermos em uma, duas semanas, elucidarmos esse exame genético aqui no estado, nós poderemos também prestar colaboração a outras polícias do país, o que significa também que nós estamos integrando melhor o nosso sistema de segurança ao de outros estados e mesmo em nível federal porque é importante haver um banco de dados em nível estadual, mas também nacional, coordenado pela Polícia Federal, para que haja uma elucidação mais rápida”, reiterou.

“É um instituto que está entre os melhores do Brasil e é fundamental para a investigação criminal, uma vez que vai individualizar dados de pessoas e agilizar os resultados, que antes só podiam ser feitos em outros estados”, pontuou o secretário de Estado da Segurança Pública (SSP), Jefferson Portela.

O secretário destacou, ainda, que o órgão é um aporte forte do Governo do Estado com todos os equipamentos tecnológicos que a perícia precisa. “Agora teremos o alcance da prova técnica que define a aplicação da lei penal com toda a segurança, contribuindo para a melhor avaliação de promotores e juízes. Certamente, um instrumento de grande significado para a Polícia Civil do Maranhão”, disse o titular da SSP-MA.

O Instituto de Genética Forense nada fica a dever a nenhum estado da Federação em tecnologia, estrutura e modernidade, enfatiza o delegado geral de Polícia Civil, Lawrence Melo. “O pleno funcionamento deste instituto mostra o compromisso do governador Flávio Dino com a modernização da polícia maranhense e com a rápida resposta à sociedade na solução de crimes hediondos. Com o instituto, o Maranhão passará de usuário deste serviço a fornecedor de tecnologia para regiões que não possuem ou que não têm acesso a esta ferramenta”, destacou o delegado geral.

Governador Flávio Dino na inauguração do Instituto de Genética Forense do Brasil. Foto: Gilson Teixeira/Secap

Governador Flávio Dino na inauguração do Instituto de Genética Forense do Brasil. Foto: Gilson Teixeira/Secap

Na avaliação do delegado-geral, a importância do órgão se dá por qualificar, agilizar e modernizar a investigação criminal. Ainda por elevar o nível da investigação da polícia do Maranhão ao de corporações de grandes estados que sempre estiveram na vanguarda dos recursos tecnológicos, a exemplo de São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná. Por meio do laboratório, poderão ser analisados elementos como resíduos orgânicos, suor, sangue, pedaços de pele, unha, fios de cabelo e saliva. Antes, este material era enviado a laboratórios de outros estados, tornando mais demorada a conclusão de um exame.

“O instituto veio para tornar ainda mais qualificada e profissional e representa o avanço da capacidade de investigação da Polícia Civil”, enfatizou o superintendente de Polícia Técnico-Científica, perito Miguel Alves Neto. A diretora do IGF, perita Christiane Cutrim, pontuou que o órgão vai dinamizar os trabalhos de investigação conferindo mais agilidade e melhorando o nível de resolutividade de casos hediondos.

Os casos criminais que podem ser levados ao instituto são os que necessitem identificação de suspeitos. Na lista de crimes estão os crimes sexuais; de identificação de cadáveres (carbonizados, em decomposição, para identificar partes de órgãos e pessoas desaparecidas); identificação de autoria (relação de instrumentos lesivos – armas em geral – e vítimas); paternidade criminal resultante de estupro, incesto e aborto provocado; estudo de vínculo genético (anulações de registros civis de nascimento, rapto e sequestro de crianças, tráfico de menores); comparação de perfis genéticos para estabelecer autoria de crimes em serie e outros. “Onde não houver identificação física partiremos para o perfil genético dos restos mortais no instituto”, explica Lawrence Melo.

A equipe de profissionais é composta por peritos criminais especializados em Genética Forense e Biologia Molecular. E para potencializar essa formação, a equipe vai participar de treinamento com agentes da Polícia Técnica italiana que virá à capital especialmente para esse fim. “Estamos inaugurando este instituto com o que há de mais avanço no país em aparelhamento e seguindo parâmetros nacionais e internacionais”, disse o delegado geral Lawrence Melo, referindo à estrutura física e de materiais; meios de coleta, armazenamento e análise das amostras antes de transformá-las em perfil genético; e a formação específica do material humano.

Investigação especializada

Com a nova estrutura, trabalho investigativo do Maranhão se tornará mais ágil. Foto: Gilson Teixeira/SecapO Instituto de Genética Forense (IGF), vai permitir a inclusão da polícia maranhense no Cadastro Nacional de Banco de Dados Genéticos – Codis, cuja estrutura tecnológica é a mesma utilizada pelo Federal Bureau of Investigation (FBI), a polícia norteamericana. Este sistema armazena, de forma virtual, o perfil genético extraído do DNA. Garante mais segurança, pois é protegido contra invasão de hackers e mantém o material preservado. Esses dados podem ser acessados pelas polícias do país incluídas no sistema.

O Maranhão já possui 132 pessoas no banco de dados que serão incluídas no sistema nacional. Outros 1200 foram coletados e serão analisados para extração do material genético e inclusão no sistema nacional. Estas amostras estão guardadas fisicamente no Laboratório de Análise Forense (Inlaf) – onde são analisados os exames do Instituto Médico Legal (IML). Algumas destas armazenadas há meses no aguardo de vaga para serem enviadas aos laboratórios de outros estados. A média enviada era de 30 exames por mês. “Agora, essas análises serão feitas todas aqui no Estado e vão se transformar em amostras virtuais lançadas no sistema, sendo preservadas para sempre”, enfatiza Lawrence Melo.

O banco de dados será abastecido com as coletas de material genético realizado em detentos sentenciados, conforme prevê a Lei Federal 12.654/12. A norma determina a ‘coleta compulsória do material genético de condenados por crimes hediondos e de violência grave e dolosa contra a pessoa, além da identificação criminal quando for essencial à investigação’. Para a implantação do IGF foram investidos pouco mais de R$ 3 milhões em estrutura física, tornando o instituto um dos maiores do país; equipamentos modernos e de alta tecnologia; e pessoal altamente qualificado e especializado.

No Brasil, existem 20 laboratórios para análises genéticas com o sistema Codis, que passou a ser usado em 2011. Até então, apenas a Polícia Federal centralizava esse cruzamento. A criação do Instituto de Genética Forense (IGF) segue lei estadual nº 10.238, de 13 de maio de 2015, que trata da reorganização da Polícia Civil maranhense e institucionaliza o instituto de genética forense para atender à demanda da polícia técnico-científica para a investigação de crimes violentos letais intencionais e demais crimes hediondos.

------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------
Autor: Carlinos - Publicado: 21/09/2016 00:20  Atualizado em: 21/09/2016 00:24                      0 COMENTÁRIO

Agricultores passam a contar com moderno sistema de energia solar para produção de alimentos

Direto da Redação

Com a intenção de diminuir os gastos dos agricultores, e, por consequência, aumentar a produção de hortifrutis nos Agropolos da Ilha, o Governo do Estado implantou, nesta segunda-feira (19), placas experimentais de captação de energia solar para irrigação na Unidade de Referência de Produção (URP) na Raposa. Inaugurado pelo governador Flávio Dino, o projeto piloto é mais um investimento da gestão que visa aumentar a produção, gerar renda e contribuir para o abastecimento da região metropolitana.

De acordo com o governador é meta do Governo impulsionar a economia do Maranhão. “Um dos caminhos é diminuir as dependências de produtos oriundos de outros estados, sobretudo neste setor de alimentos, então todo nosso trabalho tem esse objetivo estratégico, de garantir a auto sustentabilidade da economia maranhense o máximo quanto possível. E aqui, nos Agopolos, nós estamos mostrando que isso é possível mediante a junção do esforço dos produtores com assistência técnica, com crédito e com iniciativas inovadoras como esta, da energia solar, que é muito importante para que os produtores possam diminuir os seus custos, e, com isso, aumentar a competitividade de seus produtos”, explicou Flávio Dino.

Por iniciativa das secretarias de Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima) e Minas e Energia (Seme) estão sendo implantados dois sistemas experimentais em URPs do Agropolo da Ilha, além da Raposa, chegará em São José de Ribamar. As placas solares se somam a outras iniciativas do Governo que buscam diminuir custos dos produtores e os resultados já começam a aparecer.

Dialogando com agricultores e técnicos, governador entrega projeto que objetiva aumentar produção de hortifrutis nos Agropolos da Ilha. Foto: Handson Chagas

Dialogando com agricultores e técnicos, governador entrega projeto que objetiva aumentar produção de hortifrutis nos Agropolos da Ilha. Foto: Handson Chagas

“Iniciamos ano passado com 40 unidades produtivas e agora já estendemos a mais 100. Estamos abastecendo quatro redes de supermercado e a tendência é ampliar cada vez mais. Agora, com esse protótipo colocado esperamos dar mais receita ao nosso produtor”, pontuou, otimista com a novidade, o secretário de Estado de Agricultura, Pecuária e Pesca, Márcio Honaiser.

Os sistemas experimentais são compostos de um painel solar, um inversor e uma bomba centrífuga de água para irrigação, cuja potência pode ser de 0,5 ou de 1,5 HP. Os equipamentos podem ser utilizados por até 25 anos. E a instalação está sendo realizada pela empresa Brasil Solair, que é parceira do projeto.

Segundo a secretária de Estado de Minas e Energia, Crisálida Rodrigues, com as placas solares, a intenção é gerar economia de energia e torna o pequeno produtor independente da concessionária de energia, mas também promover a difusão do uso de energias renováveis no Maranhão.

A novidade agradou mesmo foi ao produtor. É o caso Jorge Araújo Sousa, proprietário da Horte Verde, que acredita na economia de energia. “A gente tem uma despesa alta com a companhia de energia e esse experimento, eu vou ampliar, para que ele cubra a demanda da minha horta e, com isso, eu vou economizar nessa área e aí vou investir em outras coisas. Vou investir em empregos, em funcionários, coisas que a gente precisa para dar continuidade ao negócio”, relatou Jorge Sousa.

Inauguração dos sistemas de captação de energia no Agropolo da Ilha. (Foto: Handson Chagas/Secap)

Ao lado de secretários e deputados, governador Flávio Dino entrega projeto piloto de energia solar na Raposa. Foto: Handson Chagas

------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------
Autor: Carlinos - Publicado: 19/09/2016 16:15  Atualizado em: 19/09/2016 16:15                      0 COMENTÁRIO

Acidente entre veículo e motocicleta deixa dois mortos na rodovia MA-034

Direto da Redação

Um acidente envolvendo uma caminhonete e uma motocicleta acabou deixando na madrugada de domingo (18) dois homens identificados como Juscelino Sousa de 34 anos e Ernandes Mendes Ferreira, 33, mortos na rodovia MA-034, situado no município de Caxias, a 360 km de São Luís.

De acordo com a polícia, a colisão aconteceu próximo ao balneário de Caxias e o veículo envolvido no acidente era conduzido por uma mulher que ainda não foi reconhecida.

Ainda conforme os policais, a motorista da caminhonete foi quem provocou a colisão ao invadir uma das vias onde estavam os dois motociclistas. Sem perceber a presença deles, ela acabou colidindo frontalmente com os dois motociclistas que morreram logo após o acidente.

A polícia já identificou o proprietário do veículo e agora busca saber quem é a mulher que estava dirigindo o carro no momento do acidente.Vítimas fatais estavam dirigindo uma motocicleta que ficou destruída após o acidente em Caxias (Foto: Reprodução/TV Mirante)

------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------
Autor: admin - Publicado: 15/09/2016 22:34  Atualizado em: 15/09/2016 22:35                      0 COMENTÁRIO

Governo inaugura primeira fábrica de vassouras do Sistema Penitenciário do MA

Direto da Redação

vassouraA inauguração da primeira fábrica de vassouras feitas de garrafas pet, na Unidade Prisional de Ressocialização (UPR) São Luís 6, antigo CDP, na manhã desta quinta-feira (15), garantirá qualificação profissional a 12 internos, inicialmente. A fábrica corresponde a mais uma ação do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), com intuito de capacitar detentos para inseri-los no mercado de trabalho.

O empreendimento conta com maquinário necessário para a produção diária de 150 vassouras de garrafas pet. O treinamento dos internos ocorrerá durante cinco dias e, após concluído, eles mesmos serão responsáveis pela confecção dos produtos. “Cinco dias são suficientes para que eles aprendam todo o processo de produção e, depois disso, eles sozinhos podem fazer as vassouras”, comentou o instrutor, João Aguiar.

Na fábrica trabalharão, inicialmente, seis internos. O outro grupo, também formado por seis detentos, participará da oficina de artesanato confeccionado com as sobras das garrafas pet utilizadas na produção das vassouras. Pequenas réplicas de animais, puffs e vasos para colocar plantas são alguns dos objetos que podem ser criados, tendo como matéria-prima a mesma garrafa pet utilizada na fábrica.

“A proposta é, principalmente, estimular a criatividade nos internos. Eu ensino como fazer, e eles criam o objeto que eles quiserem. Esse aprendizado pode até garantir a eles uma renda no futuro”, disse a instrutora da oficina de artesanato, Rosimeire Monteiro, que integra o projeto “Reciclar para Renovar”, coordenado pela Secretaria Adjunta de Atendimento e Humanização Penitenciária (SAAHP) da Seap, por meio da Supervisão de Trabalho e Renda.

Produção

 Primeira fábrica de vassouras de garrafas pet é inaugurada no Sistema Prisional do Maranhão. Foto: Clayton Monteles

Primeira fábrica de vassouras de garrafas pet é inaugurada no Sistema Prisional do Maranhão. Foto: Clayton Monteles

O método de produção das vassouras é simples. Tudo tem início com a limpeza a base de água e sabão das garrafas pet. Depois disso, a garrafa é levada para uma máquina onde é feito um corte no fundo da mesma. A parte cortada é reaproveitada no artesanato. Já o outro pedaço é levado para fazer a filetagem (cortes em fios). Os outros processos são a prensa para fabricação manual da vassoura e a guilhotina para aparar as cerdas.

Além disso, as cerdas são levadas ao forno para serem tratadas. Ai é só ajustar as cerdas na base e grampear, aparar as cerdas, cortando as pontas desiguais e colocar o cabo da vassoura. “É incrível a durabilidade desse tipo de vassoura. Com o mesmo zelo que se tem com uma vassoura comum, esta, porém, se mantém em condições de uso por, no mínimo, três anos”, acrescentou João Aguiar.

Inauguração

No ato de descerramento da placa de inauguração da primeira fábrica de vassouras de garrafas pet, o secretário titular da Seap, Murilo Andrade de Oliveira, estava acompanhado da subsecretária da Seap, Ana Luísa Falcão, do diretor da UPR São Luís 6, Valter Junior; e de outras autoridades que compõe o quadro da Seap. A todos, o gestor prisional reafirmou o compromisso da gestão estadual para com os apenados.

“Essa iniciativa representa mais uma ação do Governo do Estado com foco na inserção de internos no mercado de trabalho. O foco é proporcionar a capacitação deles para que num futuro breve esse aprendizado seja útil e garanta uma ajuda financeira digna, por meio do trabalho lícito, que é a nossa proposta para a recuperação do indivíduo na sociedade”, pontuou o secretário Murilo Andrade.

A subsecretária da pasta falou que a proposta é ampliar ações de reintegração social destinada ao sistema prisional. “A primeira fábrica de vassouras de garrafas pet, sem dúvida, é um avanço importante alcançado pela gestão. O objetivo é ampliar as ações e humanizar o sistema cada vez mais, já que teremos amanhã, nas ruas, todos os que nele cumprem penas”, afirmou a subsecretária.

 Primeira fábrica de vassouras de garrafas pet é inaugurada no Sistema Prisional do Maranhão. Foto: Clayton Monteles
------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------
Autor: admin - Publicado: 15/09/2016 22:29  Atualizado em: 15/09/2016 22:29                      0 COMENTÁRIO

IML está em Canindé para buscar corpo de Domingos Montagner

Direto da Redação

domingos-montagner-no-mais-voceUma equipe do Instituto Médico Legal (IML) de Aracaju chegou por das 21h30 na cidade de Canindé do São Francisco (SE) para buscar corpo do ator Domingos Montagner que aguarda em uma embarcação. Ele morreu nesta quinta-feira (15) após desaparecer nas águas do rio São Francisco, onde foi arrastado pela correnteza.

O corpo será levado para o IML da capital sergipana, onde a Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito de Aracaju (SMTT) fechou a rua para facilitar o acesso da equipe.

Equipes de busca localizaram o corpo do ator de 54 anos, o Santo de “Velho Chico”, da TV Globo, preso nas pedras, a 18 metros de profundidade e a 320 metros da margem, da prainha de Canindé de São Francisco – que fica na divisa entre Sergipe e Alagoas. Domingos deixa a mulher, Luciana Lima, e três filhos.

Durante o mergulho, ele afundou e não voltou à superfície. A atriz Camila Pitanga, que estava no local, avisou à produção, que iniciou imediatamente a procura pelo ator.

Correnteza
Em depoimento à polícia, a atriz descreveu o acidente – ela e Domingos foram até uma pedra e mergulharam no rio.

Depois, ela notou que havia muita correnteza e avisou o ator. Eles nadaram de volta para a pedra. Camila chegou primeiro e tentou duas vezes segurar na mão do ator. Mas a correnteza o arrastou de volta para água.

Foi montada uma operação com mais de 50 pessoas entre Corpo de Bombeiros, polícias Civil e Militar, Grupamento Tático Aéreo (GTA), composta por um helicóptero e um avião bimotor, além de uma equipe de mergulhadores participaram das buscas pelo ator.

Segundo o delegado Antônio Francisco Filho, os atores queriam mergulhar em um local com privacidade. “Eles acharam que era seguro, mas na verdade era um dos mais perigosos para o banho. Esta é uma parte do rio em Canindé que não é comum ser utilizada pelos banhistas”, contou ele.

Trânsito foi fechado nas imediações do IML em Aracaju (Foto: Reginaldo Rodrigues/TV Sergipe)
------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------
Autor: admin - Publicado: 15/09/2016 15:57  Atualizado em: 15/09/2016 15:57                      0 COMENTÁRIO

Bem vindo ao nosso Portal de Notícias de Turiaçu-MA

Direto da Redação

Aguarde estamos desenvolvendo o nosso portal de noticias pra voce fica informado de tudo que acontece em Turiaçu e regiões do gurupi

------------------------------------------------------------------------